Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba

 

 

Governo do Estado descumpre Constituição Federal e policiais realizam ato na orla de JP nesta quinta-feira (18)

Governo do Estado descumpre Constituição Federal e policiais realizam ato na orla de JP nesta quinta-feira (18)

A Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba – ASPOL/PB realizará nesta quinta-feira (18), a partir das 6h da manhã, no Busto de Tamandaré, em João Pessoa, um movimento que representa o luto dos policiais, quanto as perdas salariais e a obrigatoriedade de vender a folga, conforme Lei Estadual 11.066.

Os Policiais Civis se reunirão na orla de João Pessoa, onde serão fincadas cruzes de madeira e realizado um enterro simbólico, em alusão ao futuro dos policiais que podem morrer trabalhando, por não conseguirem se aposentar por conta das perdas salariais de 40%, e ainda são obrigados a tirar plantão, recebendo 1/3 da hora extra que deveriam receber. O manifesto tem o apoio do Sindicato dos Peritos Oficiais da Paraíba – SINDPERITOS, da Associação dos Técnicos em Perícia e Necrotomistas Policiais – ATENEPOL, da Associação dos Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar da Paraíba - ASSPOM/PB e Associação dos agentes penitenciários da Paraíba – AGEPEN.

“Os policiais estão na rua, mostrando a sociedade a situação a que estão submetidos. Sofremos com a falta de respeito do governo que nos paga o pior salário do país e ainda nos faz trabalhar com um efetivo insuficiente, trabalhando por mais de três policiais, lembrando que existem mais de 700 policiais aptos à aposentadora, mas não se aposentam, face as perdas salarias”, disse a presidente da ASPOL/PB, Suana Melo. 

“Além disso, quando os policiais se aposentam, sofrem com perdas salariais que afetam diretamente toda a família, isso porque o policial não recebe através de subsídio, como é previsto na Constituição Federal e em Lei Estadual. Exigimos respeito aos profissionais da segurança pública, que tanto tem feito pela população e não é valorizada pela administração pública”, destacou a presidente da ASPOL/PB, Suana Melo.