Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba

ASPOL/PB: Carreira Única na Polícia Civil da Paraíba motiva policial e traz benefícios para a sociedade

ASPOL/PB: Carreira Única na Polícia Civil da Paraíba motiva policial e traz benefícios para a sociedade

A Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba – ASPOL/PB apoia a criação de “Carreira Única na Polícia Civil”, estando alinhada com a Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (COBRAPOL), pois esse pleito trará benefícios para a funcionalidade das instituições e valorização ao trabalhador por meio de uma equipe unida e motivada. A falta de uma carreira, que permita o crescimento do policial na profissão, contribui para a desmotivação do servidor e, por conseguinte, da equipe, afetando o produto final que é produzido: a investigação de crimes.

Atualmente, a Polícia Civil em todo o país trabalha com efetivo defasado e uma estrutura que está vigorando desde o século XIX e não há, visivelmente, uma evolução da instituição. O problema vai além dos salários, pois a ausência de uma estrutura de carreira desanima o profissional pela falta de reconhecimento dos resultados e da dedicação para alcançar metas dentro da Polícia Civil.

A implementação da Carreira Única trará ganhos à sociedade, a partir da valorização do policial, que, mais motivado, trará mais segurança após a resolução de casos, ampliando os índices de elucidação dos crimes. Para o policial, a Carreira única representa a valorização de sua profissão com a possibilidade de ascender no cargo, pelo tempo de serviço e por suas qualificações técnicas e de formação.

“A proposta não é criar uma guerra entre um ou outro cargo dentro da Polícia Civil, mas sim, criar uma nova estrutura onde os policiais tenham oportunidades. O reconhecimento do trabalho é motivacional. Hoje, na Paraíba, temos uma lei orgânica que necessita de reformulação para se modernizar e reconhecer os resultados positivos obtidos com decisiva atuação da categoria investigativa”, disse a presidente da ASPOL/PB, Suana Melo.

ASPOL/PB - 01/02/2019