Assembleia da ASPOL reúne policiais civis de toda a PB

Assembleia da ASPOL reúne policiais civis de toda a PB

Agentes de Investigação, escrivães de polícia e motoristas policiais de todas as regiões do Estado participaram nesta quarta-feira (4) da Assembleia Geral Ordinária da Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba (ASPOL). O evento ocorreu no auditório do Hotel Cabo Branco Atlântico, na orla da Praia de Cabo Branco, em João Pessoa.

Na pauta da primeira assembleia realizada pela gestão que tem à frente a presidente Suana Melo desde julho deste ano, foram apresentadas a prestação de contas do último trimestre e um resumo dos primeiros 90 dias de atividades da nova diretoria.

Suana Melo destacou que no primeiro trimestre de atividades, a nova ASPOL foi responsável por decisões importantes para fortalecimento da entidade representativa da categoria investigativa. "Uma das primeiras ações foi a mudança da sede da associação para um espaço mais confortável e de fácil acesso, e a contratação de um novo escritório de Assessoria Jurídica, com abrangência em todo o Estado da Paraíba e representação em Brasília", frisou.

"Construimos um site com um baixo custo para a associação, que é o local onde o associado pode expor suas ideias, trazer seus anseios e ficar informado das ações da diretoria", completou Suana.

O diretor jurídico, Marcelo Isídio, também apresentou aos presentes propostas de alteração do estatuto e outras demandas dos associados, como padronização dos valores de contribuição mensal. “Entendemos que o conselho fiscal tem o dever de fiscalizar as contas da diretoria e não pode ser responsabilizado por qualquer desvio cometido pela diretoria executiva. Cabe somente à diretoria ser responsabilizada pelos seus atos. A mudança no valor da contribuição foi uma sugestão dos próprios associados”, justificou o diretor.

Durante o evento, os policiais puderam expor as expectativas acerca da nova Diretoria e das ações para valorização da Polícia Civil e carreiras investigativas representadas pela ASPOL. Um dos pontos abordados foi a disponibilização de equipamentos de proteção individual para os policiais e a reposição do material, assim como a compra de armamento. O 1º secretário da ASPOL, Alcebíades Azevedo, explicou que os contatos com os gestores da Secretaria da Segurança e da Defesa Social e da Delegacia Geral já foram estabelecidos. "Enviamos ofícios mostrando a necessidade da reposição constante desse material, tanto coletes como armas de fogo, adequados à atividade policial e de boa qualidade. Também pedimos que eventuais problemas com equipamentos sejam repassados para a Associação com o fim de respaldar comunicações oficiais aos responsáveis", ressaltou Alcebíades, que também é instrutor de tiro na Academia de Polícia Civil (Acadepol).

Suana Melo lembrou a importância da contribuição de todos os sócios para o fortalecimento da categoria. “Tivemos reuniões com o secretário Cláudio Lima e com o delegado geral, João Alves, que foram receptivos aos nossos anseios e nos colocaram no circuito das discussões de assuntos pertinentes a nossa valorização. Estamos muito felizes com o empenho dos associados em vir participar da nossa primeira Assembleia. É importante que todos tenham o desejo de fazer cada vez mais pela associação, sugerindo e contribuindo, pois a ASPOL somos todos nós”, finalizou a presidente.

A ata da primeira Assembleia Geral Ordinária da ASPOL no triênio 2015-2018 será disponibilizada na área restrita para os associados.