ASPOL recebe familiares de policiais civis feridos e assassinados

ASPOL recebe familiares de policiais civis feridos e assassinados

A presidente da ASPOL/PB, Suana Melo, se reuniu na tarde desta quinta-feira (16) com os familiares dos policiais civis falecidos, Marcos Antônio Rosas e Djard Emílio da Silva. O encontro aconteceu na sede da ASPOL, em João Pessoa, e o objetivo foi dar orientações sobre os direitos à assessoria jurídica, ao auxílio funeral pago pelo Estado, à ajuda de custo aprovada em Assembleia geral no mês de outubro, além de informações para ajuizamento da ação dos plantões extraordinários.

Suana Melo ressalta a importância de se reunir com esses familiares para apoiar e levar essas informações para que eles consigam se restabelecer após a perda dos provedores da família, nos casos da família dos investigadores criminais, Marcos e Djard, e de licença médica, como aconteceu com o policial Péricles Duarte. “As famílias têm que conviver com a dor e depois com a perda salarial em torno de 40%, já que as remunerações dos policiais civis da Paraíba são compostas por várias verbas que não são repassadas em caso de óbito, pensão, aposentadoria e licenças médicas”, disse Suana.

“A ASPOL tem responsabilidade e compromisso em dar total apoio aos familiares dos policiais, assim como fizemos com os familiares de Marcos Vinicius, Waldir Ponce de Leon, e mais recentemente, Klaus Cruz”, concluiu a presidente.

Siga a ASPOL no Facebook e no Instagram

Suana Melo ressalta a importância de se reunir com esses familiares para apoiar e levar essas informações para que eles consigam se restabelecer após a perda dos provedores da família, nos casos da família dos investigadores criminais, Marcos e Djard, e de licença médica, como aconteceu com o policial Péricles. “As famílias têm que conviver com a dor e depois com a perda salarial em torno de 40%, já que as remunerações dos policiais civis da Paraíba são compostas por várias verbas que não são repassadas em caso de óbito, pensão, aposentadoria e licenças médicas”, disse Suana.A presidente da ASPOL/PB, Suana Melo, se reuniu na tarde desta quinta-feira (16) com os familiares dos policiais civis falecidos, Marcos Antônio Rosas e Djard Emílio da Silva. O encontro aconteceu na sede da ASPOL, em João Pessoa, e objetivo foi dar orientações sobre os direitos à assessoria jurídica, ao auxílio funeral pago pelo Estado e à ajuda de custo aprovado em Assembleia geral no mês de outubro.
 
Suana Melo ressalta a importância de se reunir com esses familiares para apoiar e levar essas informações para que eles consigam se restabelecer após a perda dos provedores da família, nos casos da família dos investigadores criminais, Marcos e Djard, e de licença médica, como aconteceu com o policial Péricles. “As famílias têm que conviver com a dor e depois com a perda salarial em torno de 40%, já que as remunerações dos policiais civis da Paraíba são compostas por várias verbas que não são repassadas em caso de óbito, pensão, aposentadoria e licenças médicas”, disse Suana.