ASPOL/PB pressiona e Projeto de Lei "dos Delegados" é retirado da pauta

ASPOL/PB pressiona e Projeto de Lei "dos Delegados" é retirado da pauta

A diretoria da Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba - ASPOL/PB esteve presente na sessão da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (29). Na pauta, estava o PL 1.664/2017 que trata de “Promoções funcionais, acumulação de delegacias e plantões extraordinários” e que está sendo objetivo de discussão na Assembleia Legislativa nos últimos dias.
Apesar de rumores de que o referido PL 1.664/2017 não seria colocado em pauta, a diretoria da ASPOL compareceu à ALPB e acompanhou de forma vigilante as discussões na casa legislativa. Percebendo a movimentação favorável para a votação do projeto, a diretoria passou a dialogar com os deputados no sentido de serem apresentadas as emendas necessárias à construção de um melhor texto, que pudessem otimizar o funcionamento da Polícia Civil, trazendo mais transparência, algo que parece pouco apreciado pela gestão de alguns delegados que são também dirigentes de entidade classista. A categoria se mobilizou rapidamente para ocupar as galerias, conscientes de que a luta pelos direitos é diária, por todos, e tem que ser constante.

Um requerimento apresentado pelo deputado Gervásio Maia pedia a aprovação "em caráter de urgência". Esse requerimento não foi aprovado, pois os deputados não entraram em consenso, e a matéria teve sua votação adiada, e possivelmente será votada na próxima terça-feira, dia 05 de dezembro, às 9h, na Plenária da Assembleia Legislativa.

“Novamente, a ASPOL/PB está vigilante e tem observado o quanto a matéria está controversa, pois sequer os deputados estão tendo consenso. Na verdade, eles estão vendo que o projeto precisa de maior discussão para ser aprimorado. É só o que a ASPOL/PB quer, apresentar propostas para melhorar o texto, pois no momento não contempla 87% da Polícia Civil”, disse Suana Melo.

Estavam na votação os deputados: Gervásio Maia, Hervázio Bezerra, Estela Bezerra, Sérgio Rafael, Anísio Maia, Trocolli Júnior, Ricardo Barbosa, Branco Mendes, Nabor Wanderley, Frei Anastácio, Camila Toscano, Eliza Virgínia, Janduhy Carneiro e Bruno Cunha Lima.