Presidente da Aspol: “Não descartamos a possibilidade de greve”

10/11/2016 11:00

A presidente da Associação dos Policiais Civis da Paraíba (Aspol), Suana Melo, comentou sobre a paralisação das atividades nessa quarta-feira e ratificou que as reivindicações são voltadas a questões salariais, equipamentos de segurança e para protestar contra a PEC 241.

Ela destacou que é necessário alertar o poder público para a situação de calamidade que está afetando os profissionais de segurança e disse que a população não merece ficar à mercê da marginalidade.
Suana disse que não descarta a possibilidade de um decreto de greve, mas ressaltou que a decisão só vai ser tomada em âmbito de assembleia geral.

– Não descartamos a possibilidade de greve. A Aspol está preparada para cumprir a determinação que for decidida em assembleia geral. Mas, no momento, a gente faz o alerta, deixando para a população a necessidade de valorização do servidor público. Acreditamos que não vai ser necessário algo maior, mas estamos prontos para cumprir o que for decidido em assembleia – afirmou.

*As informações foram concedidas à Rádio Campina FM.

Clique aqui e veja a notícia veiculada no site de notícias Paraíba Online.